Fonte: Pra Quem Pedala

A Specialized resolveu revolucionar as bikes de endurance, trazendo uma solução que já foi utilizada na década de 90, mas de uma forma bem mais inteligente e com um resultado bem mais eficiente.

 

Roubaix_2017_04

De acordo com a Specialized, essa abordagem veio após os testes realizados em parceria com a McLaren, onde eles colocam sensores em toda a bike para ver onde acorre mais impacto e onde as imperfeições do asfalto mais afetam os ciclistas. E os resultados dos testes mostraram que algo devia ser feito na parte dianteira da bike.

 

Roubaix_6

A bicicleta recebeu um cartucho de 20mm de curso dentro da espiga do garfo, que tem um funcionamento como uma suspensão Lefty, com aqueles rolamentos de agulha, além das molas. São três tipos de mola: mais rígida, médio e mais suave.

 

Roubaix_2017_04

Na década de 90 suspensões como a RockShox Roubaix SL fizeram sucesso por alguns anos e venceram edições da Paris-Roubaix, mas a falta de rigidez fez com que elas caíssem em desuso. Mas de acordo com a Specialized, esse sistema colocado dentro da espiga gera uma complacência axial que não permite torção do garfo, o que aumenta o conforto, mas não prejudica a rigidez. Esse sistema, gera um aumento de conforto de 4.538% em relação a Roubaix anterior (na parte dianteira).

 

Photo: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com
Foto: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com

 

Na parte traseira, eles também tiveram uma solução interessante. Ele deslocaram para baixo a junção entre o SeatStay e o SeatTube e colocaram uma braçadeira para prender o canote de selim. Isso fez com que o canote tivesse mais espaço para trabalhar e a parte por onde o cano entre no quadro é mais aberta, para permitir o movimento do mesmo. Isso aumenta a complacência vertical do canote de selim, aumentando o conforto, sem modificar a geometria da bicicleta ou sua rigidez lateral.

 

Photo: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com
Foto: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com

 

A bike só vem com freios a disco, Pra Quem Pedala questionou sobre a aprovação da UCI e eles responderam que eles estão certos de que, até a Paris-Roubaix de 2017, os discos estarão aprovados.

Essa quadro foi a construção mais tecnológica da Specialized no quesito de malhas de carbono. E mesmo com a suspensão, freios a disco e grupo DI2, a bike pesa 7kg.

Impressões do Henrique do site Pra Quem Pedala:

Como o lançamento dessa bike era bastante secreto, nós não pudemos pedalar muito com ela, nem levar celular nem nada. Mas demos uma rápida volta, com roupa de gente mesmo, nos estacionamentos da Sede da Specialized em Morgan Hill, Califórnia.

Fazendo um Test-Drive rápido da nova Specialized Roubaix 2017. Ela vem com uma suspensão dianteira que fica na espiga do garfo. É impressionante como ela absorve os impactos. Reparem na mesa da bike. Logo mais sai a matéria no site! #praquempedala #specializedbr

A video posted by PraQuemPedala (@praquempedala) on

Ao passar por uma madeira com esses tacos atravessados, é impressionante ver como a bike absorve os impactos. Passar sprintando, em pé, de tênis em uma superfície assim, com uma bike comum é praticamente impossível. E com a Roubaix 2017 é bem fácil.

Eu estava bastante desconfiado quando ví a apresentação, pois achava que essa suspensão na frente iria deixar a bike meio boba, principalmente na hora de arrancar em pé. Eu coloquei marchas bem pesadas e arranquei com a bike quase parada para fazer o máximo de força possível e não dá para sentir a suspensão trabalhando. Isso com o cartucho mais rígido. Confesso que com os cartuchos mais suaves eu senti um pouco.

Mas o que é realmente impressionante, além do conforto na hora de passar nos obstáculos mais fortes, é a sensação insana de controle que você tem na bicicleta. A suspensão absorve todas as micro imperfeições do asfalto, portanto o pneu dianteiro não perde a aderência nunca. Fiz alguns testes fazendo curvas bem fechadas em locais com o asfalto irregular e a bike fica grudada no chão.

Fiquei muito impressionado e isso pode ser realmente uma revolução do esporte.

Vejam aqui os teste que o Bike Radar fez da bike:

 

Vejam aqui essa animação que explica como que funciona o sistema de suspensão da bike.


Jesus Brenno

Eu sou uma pessoa apaixonada pelo mundo das bicicletas e tenho uma missão pessoal de levar a minha paixão pelo ciclismo para todos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta     09h às 19h

Sábados                  09h às 13h

Contato

(67) 3324-8300

Av. Fábio Zahran, 6520, Vila Carvalho

Campo Grande - MS

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta    10h às 20h

Sábados                 10h às 14h

Contato

(67) 3384-1118

Rua Pedro Celestino, 1368, Centro

Campo Grande - MS

Copyright 2015 © Gilmar Bicicletas. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: